Aconselhamento jurídico online

Mas afinal, o que é compliance?

Compliance é um termo usado para um conjunto de práticas administrativas. Essas práticas servem para alinhar todos os processos de uma empresa às leis e seus regulamentos internos e externos.

Por este motivo, é muito comum que o Compliance seja exercido por um advogado da própria empresa, contratado especificamente para isso.

Compliance significa literalmente to comply, ou seja, estar em conformidade com algo, neste caso, com a legislação.

A área vem ganhando força nos últimos anos e hoje é possível encontrar especializações acadêmicas para advogados em compliance

No ano passado, as maiores empresas de recrutamento do mercado, incluindo a Catho e Michael Page, fizeram um levantamento das profissões mais requisitadas para os próximos anos e o advogado especialista em compliance aparece entre as principais posições.

Neste artigo vamos abordar as principais funções de um profissional de compliance e porque esse conjunto de práticas é importante para uma empresa, independente do setor de atuação.

 

O que é compliance e para quê ele serve

Podemos dizer que compliance se refere a uma estratégia de alinhamento entre as práticas administrativas da empresa e dos regulamentos para processos previstos em lei.

O principal objetivo de sua aplicação na rotina de uma empresa é garantir que todo o negócio estará em conformidade com a lei em todos os seus processos. Garantindo assim a segurança da empresa perante a lei.

Além disso, atua conjuntamente com os outros departamentos, não apenas para garantir que tudo esteja sendo feito de maneira legalmente correta, mas para aplicar melhorias e até mesmo criar estratégias de avanço dentro de um negócio.

É muito comum que os responsáveis criem normas e procedimentos para todas as áreas da empresa. Isso ajuda a padronizar os processos e pode trazer uma série de benefícios como aumento da produtividade, redução de custos e autoridade no mercado.

Uma outra função está ligada ao planejamento de crise e análise de risco. Os especialistas poderão fazer análises mais profundas do empresa e da situação que ela se encontra, permitindo a criação de estratégias de prevenção e mitigação de riscos.

E não para por aí. O Compliance também pode atuar em termos de segurança da informação, contabilidade fiscal, gestão de pessoas, entre outros. 

Como vimos, sua cobertura é abrangente e pode beneficiar todos os fluxos do negócio. Conheça agora alguns de seus outros benefícios.

 

Benefícios do Compliance

Ao implementar as práticas de compliance na administração de uma empresa, os benefícios vão muito além de segurança jurídica.

Mais do que garantir que todo o negócio está em conformidade com a leis, o compliance entre outras consequências positivas, estão:

 

Aumento da produtividade

Ao definir processos e criar regulamentos padronizados para cada departamento de forma personalizada, o ganho de tempo é enorme.

Isso porque não será mais necessário analisar caso por caso e procurar na lei as regulamentações que se aplicam a determinado assunto. Com um protocolo, você já sabe exatamente como proceder e o que é necessário fazer para solucionar o caso.

 

Autoridade no mercado

Independente do seu nicho de atuação, ter seus processos alinhados a todos os regulamentos aumenta sua credibilidade.

Mostrar as pessoas que a empresa tem essa preocupação pode gerar uma repercussão muito positiva, atraindo inclusive mais clientes. Além de ser uma ótima maneira de de ser reconhecido e ganhar autoridade no mercado.

 

Melhor retorno sobre investimentos

Com a aplicação de um bom Compliance além de ter mais autoridade no mercado, você terá mais linhas de créditos disponíveis para seu negócio, valorização das ações - se houver e maior fluxo de caixa.

 

Redução de custos

Ao implementar normas padronizadas é possível verificar gastos desnecessários e enxugar custos mantendo a qualidade e, muitas vezes, trazendo mais agilidade para determinados processos. 

 

Fortalecimento da cultura organizacional

Quando se aplica o Compliance na cultura organizacional com ênfase em ética é gerado um senso de integridade entre os colaboradores, evitando comportamentos que não se encontram com seus valores.

Pesquisas mostram que funcionários alinhados à cultura organizacional são mais produtivos e trabalham com mais entusiasmo, melhorando todo o clima da empresa. 

 

Governança Corporativa

Um dos termos mais usados para definir as práticas do responsável pelo Compliance dentro de uma empresa é Governança Corporativa. 

Neste âmbito, é importante salientar que os especialistas devem atuar como consultores e não como supervisores que exijam que os processos sejam feitos apenas da forma como consideram adequados.

A maneira mais eficiente de implementar o Compliance é trabalhar lado a lado à gestão de cada departamento, discutindo possibilidades e aceitando as especificidades de cada equipe.

 

O que você achou deste conteúdo? Tem uma opinião diferente?

A Lexly é uma ferramenta digital que te ajuda a criar contratos totalmente personalizados e conecta advogados e pessoas interessadas em serviços jurídicos.

Conheça mais sobre nossa tecnologia clicando aqui.